Condições de trabalho na cadeia produtiva da castanha

Condições de trabalho na cadeia da castanha

Em locais remotos da Amazônia, comunidades tradicionais vivem do extrativismo da castanha. O produto entra na cadeia produtiva de diversas empresas ao redor do mundo.

No âmbito do Projeto “Promoção e Implementação dos Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho no Brasil”, implementado pela Organização Internacional do Trabalho, em parceria com o Ministério Público do Trabalho, a Papel Social foi contratada para conduzir uma análise situacional sobre as condições de trabalho na cadeia produtiva da castanha.

Os objetivos desta análise foram:

  • Entender a dinâmica da cadeia produtiva;
  • Identificar os principais atores da cadeia;
  • Estabelecer os elos entre os diferentes atores;
  • Determinar as condições de trabalho e identificar a eventual existência de trabalho infantil e trabalho escravo;
  • Analisar as práticas de monitoramento de cadeia das empresas envolvidas;
  • Identificar boas práticas na promoção do trabalho decente;
  • Aumentar a base de conhecimento sobre a cadeia produtiva;
  • Contribuir para o desenho de estratégias para a promoção do trabalho decente e eliminação das formas inaceitáveis de trabalho.
Condições de trabalho na cadeia produtiva da castanha
Condições de trabalho na cadeia produtiva da castanha
Condições de trabalho na cadeia produtiva da castanha

Ficha técnica

Coordenação

  • Marques Casara

Edição

  • Poliana Dallabrida

Autor

  • Rodrigo Chagas

FILME

Direção

  • Marques Casara

Produção

  • Thaís Ferraz
  • Raquel Mombelli

Fotografia

  • Vitor Shimomura

Edição

  • Vitor Shimomura
Os conteúdos integrais dos nossos projetos não estão disponíveis, pois são protegido por contratos de confidencialidade ou de exclusividade. Algumas iniciativas aqui citadas fazem parte de ações em andamento. Para saber mais sobre o trabalho da Papel Social, escreva para: contato@papelsocial.com.br.